Endometriose Intestinal

A endometriose intestinal é uma doença na qual o endométrio, que é o tecido que reveste internamente o útero, ou glândula e/ou estroma se desenvolvem à volta das paredes do intestino, dificultando o seu funcionamento e causando sintomas como alteração dos hábitos intestinais, além de intensa dor abdominal, especialmente durante a menstruação.

Normalmente, a endometriose precisa ser tratada com cirurgia, para reduzir a quantidade de tecido no intestino. No entanto, também existem casos em que o tecido endometrial não se espalhou muito e a doença não produz qualquer sintoma. Nestes casos, o tratamento é mais fácil e nem sempre a cirurgia será necessária, podendo apenas ser necessário tomar remédios hormonais.

Principais sintomas

SÃO SINTOMAS DA ENDOMETRIOSE INTESTINAL:

Intensa dor abdominal;
Dificuldade em evacuar ou diarreia persistente;
Sangramento pelo ânus durante a menstruação;
Náuseas e vômitos;
Presença de sangue nas fezes.
Algumas mulheres podem apresentar apenas alguns destes sintomas ou todos, mas muitas vezes não relacionam com a menstruação e, por isso, podem ser feitos vários testes para procurar problemas intestinais, antes de se chegar no diagnóstico de endometriose no intestino.

COMO CONFIRMAR O DIAGNÓSTICO

Na maior parte dos casos, a endometriose intestinal só é diagnosticada mediante a realização de exames de imagem, como a tomografia computadorizada e a laparoscopia, que permitem visualizar o tecido endometrial aderido ao intestino e, às vezes, em outras áreas adjacentes.

COMO É FEITO O TRATAMENTO

O principal tipo de tratamento usado para tratar a endometriose intestinal é a cirurgia, na qual o tecido anormal é retirado do interior do intestino para aliviar os sintomas. Na maioria dos casos, esta cirurgia é feita durante uma endoscopia, mas existem casos mais graves em que é necessário fazer uma cirurgia clássica, com corte na barriga, para conseguir remover todo o tecido endometrial do intestino. Veja mais sobre este tipo de cirurgia.

Nos casos mais leves, em que os sintomas não são muito intensos a cirurgia pode ser adiada e, nesses casos, o tratamento pode ser feito com o uso de pílulas anticoncepcionais com dosagens especiais, que evitam o crescimento do tecido de endométrio no intestino.

POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES

Uma das complicações da endometriose é que, apesar do tecido endometrial poder ser retirado, os médicos não garantem a cura da doença. Mesmo que a mulher aparentemente esteja curada, é preciso realizar exames regularmente para verificar se a doença não voltou.

Além disso, em muitos casos, mulheres com endometriose intestinal também apresentam endometriose no útero, o que pode causar outras sequelas como dificuldade para engravidar

INSTITUTO PAULISTA DE CIRURGIA

INSTITUTO PAULISTA DE CIRURGIA

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
E-mail